MEDITAÇÕES PARA O INVERNO

Olá, Seasiders!

Com o inverno chegando e os dias esfriando, temos a tendência de nos resguardar mais, aproveitamos para ficar mais em casa quando possível, e muitas vezes ficamos mais introspectivos. A partir disso tivemos a ideia de compartilhar com vocês alguns tipos de meditação que têm essa “pegada” mais introspectiva e mais com a cara do inverno!

Budismo kadampa: meditação para uma vida moderna

A intenção desta meditação é nos ensinar a fazer escolhas, transformando as mentes negativas em mentes positivas de amor, paz, compaixão e felicidade.
Fique em postura ereta e relaxada e preste atenção na respiração, para diminuir o fluxo de pensamentos. Depois, visualize uma pessoa querida e sinta compaixão pelos seus sofrimentos. Pratique por cerca de 15 minutos. O benefício desta meditação não é só seu, as pessoas e o ambiente também serão afetados.

Raja ioga: doce felicidade no coração

Esta técnica entende que não podemos começar a meditação silenciando a mente, que está em plena agitação – isso seria o mesmo que frear um carro em alta velocidade. O primeiro passo é se desapegar de tudo que está em volta de você: barulhos, objetos, situações.
Depois, é só escolher um pensamento positivo em que você quiser focar. Assim o fluxo da mente não é interrompido, ele é só direcionado. Depois o meditador experimenta o pensamento escolhido e vivencia aquele sentimento.
Com o tempo a ideia é que nós sejamos preenchidos por uma quietude interior. Em vez de esvaziarmos a mente, a tornamos plena!


Vipassana: plena atenção aos detalhes

Segundo Buda, a meditação é composta por dois aspectos: samatha, que é a tranquilização e a concentração da mente, e vipassana, a habilidade de ver a realidade com clareza.
Quem a pratica acredita que a meditação é um processo de treinamento que nos ajuda a perceber a tendência da mente de reagir a tudo o que é externo. Com a prática, a mente começa a se purificar e se torna mais tranquila.
Sente-se em uma posição de meia lótus, suas costas e ombros podem doer um pouco, se não está acostumado, mas você vai sentir sua circulação fluir!
Apesar de ser a mais utilizada, a respiração não é o único foco na vipassana. Podemos nos concentrar na nossa postura, nas sensações do corpo, nos elementos naturais como a água ou o fogo ou até nos nossos estados mentais.

Cristã e bhakti-ioga

Por ser uma meditação cristã, o foco desta meditação são as divindades, orações ou textos sagrados. Resgatada pelo monge beneditino inglês John Main (1926-1982), ela é baseada na repetição de um mantra. Sente-se com as costas retas em um lugar tranquilo, duas vezes ao dia, no período da manhã e à noite. Feche os olhos e repita o mantra Maranatha, que significa “Venha, Senhor” em aramaico.


Zen-budista

Uma das técnicas da corrente do budismo é a meditação do monge Thich Nhât Hanh que se faz andando! Ela consiste em, simplesmente, contar seus passos enquanto caminha e sincronizá-los com a sua respiração!

O que acharam? Tentem praticar e contem pra gente nos comentários como foram as experiências!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.